Ciclos fazem a nossa história

May 16, 2018

Mudanças, ciclos e revelações.

 

No último dia 22 de março de 2018, realizei uma palestra inspiradora na Funcesp com sua sede em São Paulo. O público alvo foram os  recém aposentados, ao qual tenho grande respeito. São pessoas detentoras de um conhecimento e experiências únicas.  Pessoas que tem muito a contribuir com a sociedade, principalmente com a juventude. Essa troca traz insights que agregam valor ao momento de vida de ambos.

 

Nesse encontro abordei, segundo a contribuição da Antroposofia, as características básicas dos Ciclos da Vida. Seus desafios e  mudanças, apegos e retomadas, reflexões que podem te levar a uma ação imediata, mesmo que a pequenos passos diários, mas sempre em busca de realizar, resgatar ou reencontrar significado nessa fase da vida.

 

A teoria dos setênios é um dos pilares da antroposofia, linha de pensamento criada pelo filósofo Rudolf Steiner, que estabelece uma espécie de “pedagogia do viver” do ser humano, interagindo com todo o universo.

 

Dentro desse pensamento filosófico há a ideia de ver a vida de forma cíclica, a partir da observação dos ritmos da natureza, divididos em fases de sete em sete anos.

 

Nesse encontro em especial, meu foco foi trazer recortes de histórias vivenciadas em cada setênio, levando luz a uma reflexão individual de cada pessoa presente. Por ser um formato interativo, convido os participantes a compartilharem seus momentos passados, regados a uma xícara de café! Um momento que revela dores, mas também conquistas. Um momento que revela que sempre há tempo de retomadas! Um momento que revela o quão limitados nos posicionamos acreditando que já estamos “velhos” demais para algumas “coisas”. Uma crença que enfraquece nossa criatividade, anula nossa alma e nossa vida! A vida é um presente.

 

Viver é uma arte e seria um desperdício morrer em vida!

 

O ser humano tem uma certa resistência a mudar de fase. Somos tão competitivos, queremos alcançar metas, conquistar coisas … porém parece contraditório o movimento nulo quando a vida te coloca na parede e diz:

– Hey, agora não dá mais pra deixar pra depois! Solte de vez o que já não é mais, agarre aquilo que te espera no próximo nível! E esse é o princípio número 1 nessa jornada que se chama vida: mudar é inevitável!

 

Eu sou uma dessas pessoas que precisou mudar quando não havia mais saída! E confesso, foi o maior aprendizado da minha vida! Hoje, trabalho para não mais deixar a água fria bater, não dou chance a correnteza me afogar pra pedir socorro! Eu me lanço em desafios! Eu me lanço ao desconhecido mesmo “acreditando” que não tenho o conhecimento suficiente para enfrentá-lo! Afinal meu querido leitor, será que em algum momento teremos o total conhecimento ou discernimento de tudo o que nos impacta?

 

Voltando aos setênios, de 7 em 7 anos (claro que isso varia de pessoa para pessoa), existem desafios e mudanças que impactam o ser humano.

 

Porque eles chegam e não há como evitar! A Autoliderança é uma habilidade que vai impactar seus resultados diários, seja nos desafios, seja nas conquistas e oportunidades! Você não precisa ser Líder pra se autoliderar. Você não precisa ter o dom da liderança pra se autoliderar. Você não precisa se culpar porque não nasceu pra liderar uma equipe. Você apenas precisa valorizar sua vida, apoderar-se dela e acreditar que se você abrir espaço na sua agenda pra apoiar seus projetos, sua essência, seus dons, suas vulnerabilidades, seus papéis, suas gavetas, suas dores, suas alegrias e vontades, seu propósito … você é uma pessoa que facilita a sua Autoliderança.

 

Simples assim. Busque o autoconhecimento para que seus dias tenham gosto de QM! Queira Muito com clareza e decisão. Siga!

 

Com carinho,

Silvana Girardi.

       

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Eu preciso MUDAR! Mas como?

February 23, 2018

1/2
Please reload

Posts Recentes