Liderança é uma habilidade

March 9, 2018

O que é liderança para você?

 

Aquilo que você sabe e acredita sobre pessoas e equipe  direciona seus sentimentos e ações diante deles.

 

Eu sempre me lembro de um gerente ao qual trabalhei há alguns anos atrás e por sinal adoraria revê-lo um dia. Foi um dos melhores gestores que esbarrei pela vida. Na época, eu pensava: - Esse homem já veio assim, com esse dom! Um líder fantástico.  E realmente era. A sensibilidade na escuta era um ponto a ressaltar. Em cada aniversário, de cada pessoa da sua equipe, ele fazia questão de presentear e o mais legal era a espera pelo presente. Sabe por que? Porque todos os presentes eram a “cara” do aniversariante. Ele não tinha pressa na conversa. Ele fazia de tudo pra compreender o mundo do outro. Ele abraçava as causas mais desafiadoras em prol da equipe. Ele amava servir! Era como se ele entendesse a alma da pessoa…. Raridade.

Hoje eu sei que essa estória de dom  não é real. A pessoa pode sim trazer consigo essa facilidade na liderança, porém é preciso buscar um desenvolvimento continuo nessa jornada.

 

A liderança é aprendida

 

Hoje não dá mais pra admitir que a pessoa já nasce com o gene da liderança. Uma boa mentirinha pra quem não quer buscar o autoconhecimento para desenvolver novas estratégias na gestão de pessoas e projetos. A liderança é uma competência a ser desenvolvida através do  conhecimento, habilidades e atitudes. Qualquer pessoa pode ser um grande líder, basta querer,  ter vontade e atitude para tal.

 

Outras habilidades na liderança

 

Comunicação, Inteligência Emocional, negociação, tomada de decisão, empatia. Mas o que vem antes disso tudo e paralelo a isso é o caminho do AUTOCONHECIMENTO.

O Coaching como processo para desenvolvimento de lideranças, facilita a criação de estratégias e competências alinhadas ao seu objetivo principal. Quando você inicia o contato consigo mesmo, conecta com ideias, potencialidades que ora estavam engavetas, trancafiadas num baú sem chave. A chave está com você, ao encontrá-la estará lá também a possibilidade de conhecer o novo líder que há em você.Também fui gestora e quando olho pra trás, lembro-me de alguns episódios que poderiam ter sido diferentes se eu tivesse os conhecimentos que tenho hoje. O que deve ser feito está na sua responsabilidade!

 

Somos fortemente influenciados por padrões, modelos de comportamento a ser seguido para ter o “sucesso” e com isso, nos distanciamos de nós mesmos, das nossas prioridades como ser humano. Nesse processo será preciso reconhecer e acolher os limites e falhas. Será preciso se desafiar a fazer o diferente o tempo todo. A chave que você achou que tinha perdido vai abrindo portas de acesso a muitas possibilidades de aprendizado para sua liderança.  Isso é fortalecedor para o caminho.

 

A nova liderança

 

Aí está a nova liderança: a responsabilidade por suas escolhas. Ao identificar forças e fraquezas cria-se estímulos para um desenvolvimento constante. Essa atitude reflete no comportamento dos demais.

O líder influencia seus liderados a buscar o autodesenvolvimento também! É uma liderança real. Degrau a degrau, na dor e na alegria, você vai conquistando. Olhando pra frente, esquecendo o que foi e buscando a melhoria contínua.

 

Atualmente as empresas estão buscando treinamentos, coaches para desenvolvimento dos seus líderes, porém, cada pessoa pode e deve buscar alcançar novos resultados e alçar voos mais altos. Você é responsável por essa busca.

 

Não há fórmulas prontas para a liderança. Ao se conhecer e experimentar novas atitudes, você cria a sua própria receita, testa, realinha e coloca sua voz no mundo. Do seu jeito. Com a sua fórmula.

 

Liderar é uma escolha. É uma questão de dedicação. Até que ponto realmente você se importa com as pessoas que lidera? Meu palpite é que se importa muito! Essa pergunta deverá ser feita diariamente, porque, quando se dedica profundamente, tudo o que você aprender, tudo o que ler, será percebido como valioso. Se ao nosso redor há pessoas tristes, captamos essa tristeza. Se estamos num ambiente cheio de força e vigor, sentimos que nossa energia começa a se esvair quando estamos na presença de emoções negativas. Mas, o que acontece quando estamos numa sala cheia de pessoas otimistas, colaborativas, agradáveis e entusiasmadas? Você tende a se animar, certo? Os pesquisadores descobriram que pessoas positivas, esperançosas e otimistas tem melhores resultados na vida e se sentem tanto pessoal quanto profissionalmente mais bem sucedidas que pessoas mais negativas.

Como líder, você define o tom!

 

 

Pratique o que prega. Pensar e falar sempre congruentes. Lembre-se do que falamos no início desse texto, o que você pensa em relação à sua equipe, assim será o seu comportamento, atitudes e diálogo perante eles.

 

 

Boa jornada líder!

Silvana Girardi

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Eu preciso MUDAR! Mas como?

February 23, 2018

1/2
Please reload

Posts Recentes